Sábado, 17 de Janeiro de 2015

Miguel Esteves Cardoso - Como é que se esquece alguém que se ama

Miguel Esteves Cardoso

Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? 


As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre. Podem pôr-se processos e acções de despejo a quem se tem no coração, fazer os maiores escarcéus, entrar nas maiores peixeiradas, mas não se podem despejar de repente. Elas não saem de lá. Estúpidas! É preciso aguentar. Já ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar-se que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguem antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. 


É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução. 


Não adianta fugir com o rabo à seringa. Muitas vezes nem há seringa. Nem injecção. Nem remédio. Nem conhecimento certo da doença de que se padece. Muitas vezes só existe a agulha. 


Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. 


O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. 

Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume'


publicado por olhar para o mundo às 21:14
link do post | comentar | favorito
|
102 comentários:
De Anónimo a 13 de Julho de 2017 às 23:42
Hiberna-se esse alguém, essa saudade...
De Maria a 14 de Julho de 2017 às 21:47
Tudo isso e muito mais,simplesmente fantástico 👍🙏💝
De José Silva a 15 de Julho de 2017 às 08:51
Não se esquece, mas aprende-se a viver com isso, desde que se resolva continuar a viver, abrindo janelas a outras pessoas e novas experiências, demora tempo mas consegue-se.
De lila a 15 de Julho de 2017 às 19:39
Lindo
De Anónimo a 17 de Julho de 2017 às 21:22
Há momentos na nossa vida que nos sufocam.. Deixamos de respirar. Quando nos sentimos asfixiar , Apertamos o peito mas sentimos que ainda estamos vivos
De Vera a 18 de Julho de 2017 às 21:49
E chegamos alguma vez a esquecer? Não consigo ver isso a acontecer..
De Conceição Fragoso Gomes a 19 de Julho de 2017 às 14:22
Obrigada Miguel Esteves Cardoso, por este muito sentido texto.Adorei.Tudo de bom para si.❤
De Laura Ramos a 21 de Julho de 2017 às 00:21
Belíssimo poema!!!
Obrigada,MEC
De Sonia oliveira a 23 de Julho de 2017 às 14:38
Provavelmente eu estava fazendo tudo errado! Concordo a melhor forma de esquecer é mergulhar profundamente na dor é não esquecer!
De MC a 11 de Agosto de 2017 às 18:51
Nunca se chega a esquecer.. fica sempre no coração. podemos não voltar a ver.. dói mas vai passando.. obrigada pelo texto e simplesmente maravilhoso.

Comentar post

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

.mais sobre mim

.pesquisar

 










Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato

.posts recentes

. Frases de José Saramago n...

. Frases de Mia Couto no Fa...

. Frases do Facebook - Vive...

. Frases do Facebbook - Eu ...

. Frases do Facebook - A ve...

. Frases de Mia Couto no Fa...

. Frases do Facebook - Enco...

. Frases de Fancisco Sá Car...

. Frases de Mia Couto no Fa...

. Frases do Facebook - Livr...

.mais comentados

.últ. comentários

Um grande politico.Uma grande perda para Portugal.
Verdade Universal.
É como eu tenho dito e inclusive escrito sobre ist...
Perdi meu marido há quanto meses.ainda tenho tudo ...
Muitíssimo bom!
Como eu entendo. A minha bisavó tinha 103.chorei e...
Que bem escreve!Como consegue transmitir tão bem o...
Muito profundo e terapéutico..alem de grande jorna...
Adorei, já fiz a minha análise no meu site, espet...
Que verdade!todo esse texto parece ter sido escrit...

.tags

. imagem

. facebook

. frases

. pensamentos

. vídeo

. música

. lyrics

. letra

. vida

. textos

. amor

. humor

. anedota

. piada

. pessoas

. mulher

. imagens do facebook

. cartoon

. felicidade

. amar

. coração

. homem

. miguel esteves cardoso

. viver

. tempo

. mia couto

. mulheres

. imagens

. poesia

. mundo

. ser feliz

. crianças

. política

. fernando pessoa

. educação

. filhos

. poema

. sonhos

. aprender

. criança

. mãe

. animais

. palavras

. liberdade

. pensar

. medo

. natal

. silêncio

. caminho

. respeito

. amigos

. pensamento

. paz

. portugal

. dinheiro

. ser

. alma

. clarice lispector

. dor

. sorrir

. josé saramago

. mafalda

. mudar

. coragem

. passado

. recados

. amizade

. desistir

. escolhas

. beleza

. morte

. ricardo araújo pereira

. falar

. fazer

. feliz

. homens

. país

. pais

. coisas

. cultura

. povo

. religião

. sabedoria

. sentimentos

. verdade

. educar

. livros

. sorriso

. chuva

. ensinar

. problemas

. saudade

. acreditar

. olhar

. osho

. pessoa

. sentir

. abraço

. adopção

. chorar

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds