Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

29
Set15

José Luís Peixoto - A Certeza do Nosso Amor

olhar para o mundo

 

A Certeza do Nosso Amor

A certeza do nosso amor era calma. Ao escrever, algo de nós se tocava. Ao escrever, sentia-a passar por mim, sentia-a atravessar-me. Depois, fechava os olhos e via-a sorrir. Ainda dentro de mim, mas um pouco do seu rosto de anjo e da lonjura do seu olhar e dos seus gestos brandos a existir na página, no texto. Às vezes, levantava-me, segurava as folhas a tremerem-me na mão e lia devagar. Após cada frase, parava e ouvia-a lida na memória. Ela era o texto. Cada palavra a dizia, cada palavra era o nome dos seus gestos e de tudo o que em si era belo. Ela era o sentido das palavras. Ela não era nem material, nem imaterial. Ela era o sentido das palavras. Nem sequer terra, nem sequer céu, estrelas, noite. Existia para lá do que podemos tocar ou entender. Ela era aquilo que existia, porque era sentida por mim. Existia dentro de mim e existia no texto para quem o lesse. Existia porque existia, porque existia para ser sentida. As noites passavam e conhecíamo-nos. Por ela estar dentro de mim e dentro do texto escrito pela minha mão, cheguei a pensar que era parte de mim. Enganei-me. Ela era maior do que eu. Dentro de mim, ela existia para lá de mim. Ela era linda.

José Luís Peixoto, in 'Uma Casa na Escuridão'
 
Retirado de Citador
28
Set15

C4 Pedro - African Beauty feat DJ Maphorisa

olhar para o mundo

 

Letra

 

C4Pedro... DJ Maphorisa… ya know

My baby oh
She is so beautiful and
I know I deserve her
She is the perfect one
I thank God
´Cause she is mine
She makes me feel so good
That´s why I love her
She got all the beauty
All the beauty
Mama oh oh oh oh
African Beauty yeh yeh yeh
I want you to stay with me forever
African Beauty eh eh eh

Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou
Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou

If you go I go
If you stay I stay
Baby ngowame
For you anything I´ll do
If you go I go
If you stay I stay
Baby ngowame
For you anything I´ll do
Kea shwa kea kepela (mor mor mor)
Ngiyafa ngiya´zithandela (mor mor mor)
Kea shwa kea kepela
Ngiyafa ngiya´zithandela (mor mor mor)

She is so beautiful and
I know I deserve her
She is the perfect one
I thank God
´Cause she is mine
She makes me feel so good
That´s why I love her
She got all the beauty
All the beauty
Mama oh oh oh oh
African Beauty yeh yeh yeh
I want you to stay with me forever
African Beauty eh eh eh

Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou
Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou

If you go I go
If you stay I stay
Baby ngowame
For you anything I´ll do
If you go I go
If you stay I stay
Baby ngowame
For you anything I´ll do
Kea shwa kea kepela (mor mor mor)
Ngiyafa ngiya´zithandela (mor mor mor)
Kea shwa kea kepela
Ngiyafa ngiya´zithandela (mor mor mor)

You´re my princess
And I´m your prince
I´m your kingdom
And you are my queen
I´m your water
If you wanna drink me
You got all the beauty
All the beauty
Mama oh oh oh oh
African Beauty yeh yeh yeh
I wanna stay with you forever
African Beauty

Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou
Mas quem te mandou
Alright
Quem te mandou
Quem te mandou

 

28
Set15

Fernando Pessoa - Plano de Vida

olhar para o mundo

 

Plano de Vida

Um plano geral para a vida deve implicar, antes de mais, alcançar-se qualquer forma de estabilidade financeira. Marquei como limite para essa coisa humilde a que chamo estabilidade financeira cerca de sessenta dólares—quarenta para o necessário, e vinte para as coisas supérfluas da vida. A forma de o alcançar é adicionar aos trinta e um dólares dos dois escritórios (P & FF) vinte e nove dólares de proveniência a determinar. Em rigor, para viver apenas, cinquenta dólares bastariam, pois, tomando trinta e cinco como base necessária, quinze já davam para o resto.

A coisa essencial que vem logo a seguir é residir numa casa com bastante espaço, espaço quanto a divisões e divisões com os requisitos necessários, para arrumar todos os meus papéis e livros na devida ordem; e tudo isto sem grande possibilidade de me mudar dentro de pouco tempo. Parece que o mais fácil seria alugar eu próprio uma casa — à base de, suponhamos, oito ou, quando muito, nove dólares — e viver lá à vontade, combinando que me levassem o jantar (e o pequeno-almoço) todos os dias, ou coisa parecida. Mas seria este sistema absolutamente conveniente?

Substituir, no tocante à ordem dos papéis, a minha caixa grande por caixas mais pequenas contendo os papéis por ordem de importância. Na caixa grande e na outra em A. S. ficariam só os jornais e revistas que guardo.
Alugada uma casa, qual o mobiliário? Não seria melhor combinar de novo as coisas com S? De modo a alcançar isto de que preciso, mudando-nos nós, se necessário, para tanto?

Seja como o Destino quiser.

Fernando Pessoa, in 'Páginas Íntimas e de Auto-Interpretação'
 
Retirado de Citador

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D