Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

30
Mar17

Maggie Rogers - Dog Years

olhar para o mundo

 

Letra

 

Dog Years
Maggie Rogers
I count my time in dog years
Swimming in sevens, slow dancing in seconds
Oh, and I'm the one that loves you
Oh, and I'm the one that loves you
I spend my time daydreaming
As sure as the sea
It's just you and me
Oh, and I'm the one that loves you
Oh, and I'm the one that loves you
And if you had a bad week
Just let me touch your cheek
Oh, and I'll be there waiting
When you get frustrated
I know things are changing
But, darling, I'm saying
I'll be singing you in all of my songs
Come what may
I'll still stay inside your mind
For all of time
Singing, ooh
We will be alright in the afterlife
Of all that is shifting and shaking my system
I know your rhythm
And I know, I know, I know, I know
I know that I'm the one that loves you
Oh, and I'm the one that loves you
And if you had a bad week
Then I'll sing you to sleep
Oh, and I'll be there waiting
If you start to get jaded
I know things are changing
But, darling, I'm saying
I've been here all along
Come what may
I'll still stay inside your mind
For all of time
Singing, ooh
We will be alright
Not in vain, we'll still stay the same
Inside your mind
For all of time
Singing, ooh
We will be alright
In the afterlife
In the afterlife, hmm
I count my time in dog years, dog years, dog years, dog years, dog years
We will be alright (Dog years, dog years)
We will be alright (Dog years, dog years)
In the afterlife (Dog years, dog years, dog years, dog years)
Singing, baby, we will be alright (Dog years, dog years)
We will be alright
We will be alright
 
Compositores: Margaret Rogers

 

29
Mar17

Laura Mvula - Overcome ft. Nile Rodgers

olhar para o mundo

 

Letra

 

When your heart is broken down
And your head don't reach the sky
Take your broken wings and fly

When your head is heavy, low
And the tears they keep falling
Take your broken feet and run

With the world upon your shoulders
Nowhere left to hide
Keep your head up carry on

It ain't no time to die
Even though we suffer
Come together we pray

Round the mountain all God's children run
Round the mountain all God's children run
Round the mountain all God's children run
Round the mountain all God's children God's children run run round the mountain run
Round the mountain all God's children God's children run run round the mountain run
Round the mountain all God's children run

 

29
Mar17

Gustavo Santos - O Medo de Magoar os Outros

olhar para o mundo

O Medo de Magoar os Outros

O medo de magoar os outros é uma invenção da nossa mente. É o pior dos dois mundos: nem tu vives em liberdade de expressão, nem os outros sabem o que te passa no coração e na cabeça acerca deles. Já pensaste que a verbalização daquilo que sentes pode ser tudo o que a outra pessoa também sente mas não é capaz de dizer? Já idealizaste que aquilo que sentes pode ser a tomada de consciência que o outro precisa para reforçar aquilo em que já acredita e mudar de comportamento? Já imaginaste que a materialização daquilo que sabes a teu respeito pode ser profundamente inspirador para quem te ouça ou tenha o privilégio de te ver em ação? Quem te diz a ti que empregar as palavras certas, as palavras que carregam a tua verdade, olhos nos olhos do outro não é algo de absolutamente vantajoso para ambas as partes? Quem? E sim, ainda que possa doer um pouco. A verdade dói quase sempre. O crescimento dos dentes também, certo? E no entanto é vital, não é? Assim se passa com a mente. A evolução da mente de mentirosa para potenciadora passa pela dor, por ouvir certas verdades a nosso respeito, aceitá-las se for o caso e depois treiná-la e orientá-la na direção que pretendemos. Agora, viver na ignorância de acreditar que os outros é que estão sempre certos é que é manifestamente ridículo. Somos pessoas, dependemos de nós mas precisamos sempre dos outros e ficar calado não ajuda nada. Matas-te e fazes o outro acreditar que é dono e senhor da razão. Não dá. Não pode ser. A ti foi-te concedida a oportunidade de viver e inspirar, portanto não vamos abdicar nem de uma coisa nem de outra. Vive e inspira. Apaixona-te e passa a palavra. Respeita-te e comunica. De que adianta viver num faz de conta? Faz de conta que o amo. Faz de conta que sou feliz. Faz de conta que gosto do que faço. Faz de conta que gosto dos meus pais. Faz de conta que não sei. Faz de conta que sim. Faz de conta que não. O que é isto? Sim, o que é isto? É ingrato, é sujo, degradante e desumano. É isto que é.

Gustavo Santos, in 'A Força das Palavras'
 
Retirado de Citador
29
Mar17

Caro Emerald - Paris

olhar para o mundo

 

Letra

 

I live deep in symmetry
In my anonymity
Je t’adore, ma vie tres difficile
I’ll take hours to perfect
In this room of disconnect
All I need are mannequins and me
Fabric straight from arm to arm
Rescuing my heart from harm
All that I can see speaks of finesse
Radically my fashion dreams,
Costumed men and models scream
Fame is nothing more than force duress
Let them comment of my cold behaviour
Beauty has a price that’s paid by greed
Where I am
I will stand alone
I don’t need the money
I do want for much
These two hands
Never will they mourn
I’d rather you not love me
Before you want too much
Travelling I do forget
Every single last regret
Solitarily there is one quest
To my cause I will devote
All my passion, note for note
To create and fill this emptiness
Freedom that lies underneath
Let it fall and let them breathe
Bodies are not meant to be so bound
I’m the dancer of the dance
Let the socialites in her hands
Let them love me when I’m not around
When they speak their words of my demeanor
I will let them fuel, wipe their fire
Where I am
I will stand alone
I don’t need the money
I do want for much
These two hands
Never will they mourn
I’d rather you not love me
Before you want too much
Fading as I live in isolation
Information spreads that I have left
For them let it be an education
Those who cherish me will not let them forget
Where I am
I will stand alone
I don’t need the money
I do want for much
These two hands
Never will they mourn
I’d rather you not love me
Before you want too much
 
Compositores: Vincent Paul Degiorgio / Wieger E Hoogendorp / David Christiaan Schreurs / Caroline E Van Der Leeuw

 

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D