Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

30
Jun15

Miguel Esteves Cardoso - Algarvemiei-me

olhar para o mundo

 

 

Bastaram quatro dias de praia no Sotavento do Algarve. Via os algarvios, ao entrar num Atlântico com 24 graus, a tremerem e murmurarem: "Ai, que fria que a água está..." Ri-me. Pois sim. Foi o riso dos condenados: sei-o hoje.

 

Morando felizmente em Almoçageme, sempre me dei bem, na Praia da Adraga, na Praia Grande e na Praia das Maçãs, com as temperaturas entre os 17 e os 20 graus. Com o mar batido nem se dava pelo frio. A frescura e a limpeza das águas eram a mesma coisa. Até anteontem.

 

Regressado do morno Algarve de Monte Gordo não fui capaz de habituar sequer os pés ao relativo gelo do mar de Colares. À custa de 4 meros dias de morna e deliciosa algarviada sumiram-se 4 anos valentes de celebração do mar das praias de Sintra. Desabituei-me. Fiquei mal habituado. Vem dar ao mesmo. "Tudo é relativo", por parecer banal, foge à verdade, igualmente precisa e essencial, que diz que "nada há no mundo que não seja relativo". A temperatura da água do mar (para não falar na ausência do medo de morrer por causa dos agueiros e das ondas quebra-costas) é uma medida de segurança, paz e prazer.

 

No Algarve todas as praias são simples, sincera e objectivamente melhores. E mais: as outras praias portuguesas podem ser muito bonitas e interessantes e o raio-que-as-parta. Mas não são praias sempre boas, desde o princípio da manhã até à escuridão da noite. De Tavira a Monte Gordo é o paraíso. Perdoem-me, Cascais, Sintra e a Costa Vicentina, por não mentir.

 

Miguel Esteves Cardoso

 

Retirado do Público

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D