Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

08
Nov15

Bruno Nogueira - Um nojo que cresce, e a vida como se nada fosse ...

olhar para o mundo

ricardo salgado.jpg

 
Um nojo que cresce, e a vida como se nada fosse. Uma bola no estômago em forma de raiva, e vergonha, e tudo. Ricardo Salgado vê a sua caução ser reduzida para metade pelo Tribunal Central de Instrução Criminal. Dos antes 3 milhões, terá que pagar apenas um milhão e meio para limpar a sua vida que não tem por onde ficar mais suja. Na mesma semana, como nos filmes maus, fica a saber que a sua reforma vai triplicar para um valor de 90.000€.
 
Isto num país que tem de encontrar moedas entre as almofadas do sofá para pagar o dia de amanhã. E a vida segue, e o sol nasce, e nada acontece. A impunidade a qualquer preço num país que não merece ser pontapeado desta maneira. A merda que passa e acena a quem fica. O nojo que cresce. Merda por todo o lado, e mais merda. Merecíamos melhor. Merecíamos que a corrupção fosse punida por quem tem a responsabilidade jurídica e moral para o fazer.
 
O país a ser defendido por nada. O que nos protege é um antibiótico que mata. Espalha a doença e segue, ninguém viu. Vítimas do BES com vidas destruídas por alguém que agora sai premiado. Mereciam melhor. É um país ao contrário, que já perdeu os sapatos, calça meias de cores diferentes e nada acontece. Amanhã tudo segue como ontem. Nada acontece a quem compra a liberdade nas traseiras de tudo.
 
Assim é difícil acordar todos os dias. Assim é difícil não querer chamas e fogo e gritos. Feitas as contas, assim é difícil encontrar Portugal.
 

— com ANIBAL CAVACO SILVA,Assembleia da Republica de Portugal, ladrao,GATUNO, boi e Filho da p..a.

 

Bruno Nogueira

Retirado do Facebook 

27
Out15

Bruno Nogueira fala sobre Luaty Beirão

olhar para o mundo

 

Luaty Beirão vai morrer por uma causa que já não será dele. É isso que faz um homem crescer a herói.


Ele é a cara e o corpo da coragem, num país onde a coragem se paga cara.


A democracia portuguesa assiste tímida e refém, com os ouvidos moucos, a um fim anunciado. A surdez vem do dinheiro. Vem sempre, mas aqui faz-se ouvir mais.


A falta de acção e cobardia de quem nos devia representar envergonha-nos a todos. Outra vez.


Luaty Beirão está disposto a deixar uma mulher, uma filha e o resto das vidas para que a justiça cumpra a justiça. Parece pouco, mas é tudo.

 

Quer aguardar em liberdade, depois da detenção sem mandado ter ido para além dos 90 dias previstos na lei angolana. A lei não cumpre a lei. E agora? Agora nada.


Quer ter o direito a ler e a pensar. Quer o impossível: que o governo angolano aceite que pensar e não gostar não mata. O que mata é calar.


O governo Angolano não vai ceder. Vai usá-lo como exemplo para quem ouse o mesmo.


Luaty Beirão e os seus 14 companheiros conseguiram com um livro o que José Eduardo dos Santos não consegue à força: o respeito do mundo.


Luaty Beirão não vai morrer mas, se tudo correr mal, já não estará cá para o saber.

 

Bruno Nogueira no Facebook

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D