Segunda-feira, 13 de Novembro de 2017

Ed Sheeran - Perfect

 

Letra

 

I found a love for me
Darling, just dive right in and follow my lead
Well, I found a girl, beautiful and sweet
Oh, I never knew you were the someone waiting for me

'Cause we were just kids when we fell in love
Not knowing what it was
I will not give you up this time
But darling, just kiss me slow
Your heart is all I own
And in your eyes you're holding mine

Baby, I'm dancing in the dark
With you between my arms
Barefoot on the grass
Listening to our favorite song
When you said you looked a mess
I whispered underneath my breath
But you heard it
Darling, you look perfect tonight

Well, I found a woman
Stronger than anyone I know
She shares my dreams
I hope that someday I'll share her home
I found a lover
To carry more than just my secrets
To carry love, to carry children of our own

We are still kids, but we're so in love
Fighting against all odds
I know we'll be alright this time
Darling, just hold my hand
Be my girl, I'll be your man
I see my future in your eyes

Baby, I'm dancing in the dark
With you between my arms
Barefoot on the grass
Listening to our favorite song
When I saw you in that dress
Looking so beautiful
I don't deserve this
Darling, you look perfect tonight

Baby, I'm dancing in the dark
With you between my arms
Barefoot on the grass
Listening to our favorite song
I have faith in what I see
Now I know I have met an angel in person
And she looks perfect
I don't deserve this
You look perfect tonight

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017

INXS - Never Tear Us Apart

 

Letra

 

Don't ask me
What you know is true
Don't have to tell you
I love your precious heart

I
I was standing
You were there
Two worlds collided
And they could never tear us apart

We could live
For a thousand years
But if I hurt you
I'd make wine from your tears

I told you
That we could fly
'Cause we all have wings
But some of us don't know why

I was standing
You were there
Two worlds collided
And they could never ever tear us apart

I
I was standing
You were there
Two worlds collided
And they could never tear us apart

You were standing
I was there
Two worlds collided
And they could never tear us apart

I
I was standing
You were there
Two worlds collided

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017

Juan Magan - Vuelve Conmigo ft. Rangel

 

Letra

 

No me vendas sueños si no quieres estar conmigo niña 
dímelo ehhhh 
sé que yo te serví para que sedujeras al hombre que en verdad es tu amor 
y él volvió a caer en las redes de tormento y placeres 
con algunas mujeres yeah yeah 

Y ahora estoyy como quieres 
me jode tanto que duele yeah 
me hiere me hiere 
vuelve conmigo yeah yeah 
no merezco el castigo ueah 
vuelve conmigo yeah 
quiero ser más que amigos 
y que me des un chance 

Como ella anda 
siento que quiero tocar su cuerpo 
su boca me lllama me quema 
fuego lento recuerdo aquella noche 
tú y yo en la playa 
y después nos demos besitos en mi cama 
ahora me dices que no vas a volver 



Paso las noches esperándote ehh 
si me perdonas juto que seré fiel yeah yeah yeahh 
no lo dudes des des oh si me perdonas 
juro que seré fiel yeah yeah yeah 
vuelve conmigo no merezco el castigo 
no merezco el castigo yeah 
vuelve conmigo yeah 
quiero ser más que amigos 

Yeah yeah vuelve conmigo 
yeah yeah no merezco el castigo 
vuelve conmigo 
yeah quiero ser más que amigos 
y que me des un chance yo no sé 
yo no sé yo no sé 
si te sientes bien así mujer si es verdad que te gusta 
que te mientan entonces sigue con él 
no me digas que no 
quieres más te prometo que seré capaz 
dame solo una oportunidad 



Vielve conmigo yeah yeah 
no merezco el castigo uyeah yeah 
quiero ser más que amigos yeah yeah 
vuelve conmigo yeah yeah 
no merezco el castigo 
vuelve conmigo 

Rangel, Juan Magán 
Yeah yeah yeah me des un chance

 

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 28 de Maio de 2017

Frases de António Lobo Antunes no Facebook - A cultura é uma coisa apavorante para os ditadores

cultura2.jpg

 

A cultura é uma coisa apavorante para os ditadores, um povo que nunca lê será um povo escravizado

 

António Lobo Antunes 

 

publicado por olhar para o mundo às 17:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Maio de 2017

Miguel Esteves Cardoso - Muitos, muitos pontos de exclamação para Salvador Sobral!

Muitos, muitos pontos de exclamação para Salvador Sobral!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por ser bom sem se armar em bom e por mostrar que a arte e a alma andam juntas e que nada há nesta vida e neste mundo que seja mais forte!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por ter desenguiçado uma longa história de derrotas em que ganhar era não ficar em último e vencer era conseguir mais do que zero votos! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral pelo humor na hora da vitória, a dizer perante a Eurovisão inteira que "estava tudo comprado"! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral pela justiça e pela generosidade de ter imediatamente agradecido a Luís Figueiredo o bonito arranjo da canção de Luísa Sobral que ele cantou tão bem! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral pela inteligência de ter dito, no momento da consagração, que daqui a um mês tudo estaria esquecido - porque não estará nem deveria estar, mas é bonito ouvir! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por se ter marimbado na transmissão da canção vencedora - "Amar Pelos Dois" - para ir buscar Luísa Sobral, a compositora, intérprete e irmã, para cantar com ele, muito bem e cheia de amor! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Luísa Sobral por ter escolhido o irmão Salvador para cantar a canção que ela escreveu e a canção com que eles, irmã e irmão, ganharam a final da Eurovisão de 2017! Obrigados e parabéns! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral pela sensibilidade de ter dedicado a vitória dele não à família nem aos portugueses mas a uma comunidade muito mais importante e merecedora: a dos músicos! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por ter sido valente na cara de todas as contrariedades e de todas as cantilenas azaradas, derrotistas e miseráveis de sempre! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por ter pensado humildemente - e dito em público - que ninguém ia ligar à vitória dele porque o clube dele, o Benfica, tinha ganho, nesse mesmo dia, o campeonato nacional! É assim mesmo!

Viva o Portugal de Salvador Sobral por ser bom sem se armar em bom e por mostrar que a arte e a alma andam juntas e que nada há nesta vida e neste mundo que seja mais forte! É assim mesmo!

E finalmente, por ser verdade e ser preciso, viva Salvador Sobral sozinho, sem a ajuda de ninguém, livre de todos nós porque, por muito que ele proteste e por muito que nós os portugueses nos colemos a ele, foi ele sozinho que ganhou em Kiev e é isso, sobretudo, que jamais será esquecido!

É mesmo assim.

 

Miguel Esteves Cardoso

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito (1)
Domingo, 14 de Maio de 2017

Frases de Freud no Facebook - Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro

ferro.jpg

 

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro

 

publicado por olhar para o mundo às 08:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Maio de 2017

AUTORAMAS - Verão

 

Letra

 

Porque você não desaba e cai?
Perde a classe
Quebra alguma coisa e sai
Tem tantos motivos

Porque você não grita um palavrão?
Pra aliviar sua depressão
Sou todo ouvidos

Corda queima
É só mais um
Sopro seco
É só outro
Verão
Verão
Verão

Um dia você vai acordar e descobrir
De que lado você está

Eu fecho os olhos e vejo as coisas como são
Sou seu tempo perdido
Seu ombro amigo
Alimentando seu vício em paixão

Verão

Eu fecho os olhos e vejo as coisas como são
Sou seu tempo perdido
Seu ombro amigo
Alimentando seu vício em paixão
Seu tempo perdido
Seu ombro amigo
Alimentando sue vício em paixão

Verão
(Alimentando seu vício em paixão)

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

J. Balvin - Sigo Extrañándote

 

Letra

 

Tú sabes que no quiero perderte
Sabes que este amor es tan fuerte
Era envidiable lo de los dos ieh ieh
Es que esta noche volvería a tocarte
Cuando la luna deje de mirarte
Y me entregues todo tu cuerpo

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

Deja que te cuente no sales de mi mente
Siempre presente yo estoy pendiente
A tus movimientos
Buscando la oportunidad
Veo que subes Instagram no te importa el que dirán baby
Con las fotos que tú subes yo muriéndome
Por ser el que te calienta, en las noche

Y te quiero ver yeah
Para resolver yeah
Dime en donde por favor responde
Contéstame yeah yeah
Y te quiero ver yeah
Para resolver yeah
Dime en donde
Por favor responde
Contéstame ieh

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

Sabes que yo soy pa' ti
Y que tú eres pa' mí
Se supo desde el primer día
Sentí que ya te conocía
Sigo esperándote aquí
Esperando por ti
Se supo desde el primer día
Sentí que ya te conocía

Tú sabes que no quiero perderte
Sabes que este amor es tan fuerte
Era envidiable lo de los dos yeah yeah
Es que esta noche volvería a tocarte
Cuando la luna deje de mirarte
Y me entregues todo tu cuerpo

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

Entiende que yo sigo extrañándote
A cada instante
En todo momento

J Balvin man
Sky rompiendo el bajo
Mo mo Mosty
Bull Nene
Fel
Lego
Infinity Music
Energía
(Inifinity)

Written by Jose Alvaro Osorio Balvin, Salomon Villada Hoyos, Rene David Cano Rios, Alejandor Ramirez Suarez • Copyright © Universal Music Publishing Group, Warner/Chappell Music, Inc

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Novembro de 2016

DNCE - Body Moves

 

Letra

 

Ow
Hey
That's right
Oh

Side by side
Walking home, stumbling home, getting curious
What's on your mind?
Cause what's on mine's a dirty mind
Why so serious?

Baby the stars above will light the way
Just take my hand and hear the words I say
Yeah, when the morning comes, I'll always stay
You gotta know, you gotta know that I'm feeling this, ow

Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit, ow!)
Coming home with me, oh baby, let it loose
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit)
I don't need it, but you know how bad I want it
And your touch has got me haunted, but I li-i-ike it
Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit)

Got all night
Show me more, a little more, it's getting scandalous
Yeah, all my life, yeah
Waiting for the girl next door to get real dangerous

Baby the stars above will light the way
Just take my hand and hear the words I say
Yeah, when the morning comes, I'll always stay
You gotta know, you gotta know that I'm feeling this, ow

Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit, ow!)
Coming home with me, oh baby, let it loose
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit)
I don't need it, but you know how bad I want it
And your touch has got me haunted, but I li-i-ike it
Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit), ow

Ha, that's right
Haha

Yeah, when the morning comes, I'll always stay
You gotta know, you gotta know that I'm feeling this
Ow

Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit, ow!)
Coming home with me, oh baby, let it loose
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit)
I don't need it, but you know how bad I want it
And your touch has got me haunted, but I li-i-ike it
Coming home with me, we'll rock them body moves
Me and you (oh, just a little bit)
Body moves (yeah, just a little bit), ow

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

Joaquim Pessoa - Amo-te Por Todas as Razões e Mais Uma

 

 

Amo-te Por Todas as Razões e Mais Uma

 

Por todas as razões e mais uma. Esta é a resposta que costumo dar-te quando me perguntas por que razão te amo. Porque nunca existe apenas uma razão para amar alguém. Porque não pode haver nem há só uma razão para te amar.


Amo-te porque me fascinas e porque me libertas e porque fazes sentir-me bem. E porque me surpreendes e porque me sufocas e porque enches a minha alma de mar e o meu espírito de sol e o meu corpo de fadiga. E porque me confundes e porque me enfureces e porque me iluminas e porque me deslumbras.


Amo-te porque quero amar-te e porque tenho necessidade de te amar e porque amar-te é uma aventura. Amo-te porque sim mas também porque não e, quem sabe, porque talvez. E por todas as razões que sei e pelas que não sei e por aquelas que nunca virei a conhecer. E porque te conheço e porque me conheço. E porque te adivinho. Estas são todas as razões.


Mas há mais uma: porque não pode existir outra como tu.

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

 

Retirado de Citador

publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Setembro de 2016

Paralympic Games (Official Theme) - Rio 2016 - Tema oficial Paralímpico Rio 2016 - "Transformar"

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Julho de 2016

Frases do Facebook - Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos, mas o que modifica a forma de olhar e ouvir

 Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos, mas o que modifica

 

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos, mas o que modifica a forma de olhar e ouvir

publicado por olhar para o mundo às 17:13
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016

Herberto Helder - Um Único Poema

 

Um Único Poema

Quando olho para esse livro («Poesia Toda»), vejo que não fabriquei ou instruí ou afeiçoei objectos — estas palavras não supõem o mesmo modo de fazer—, vejo que escrevi apenas um poema, um poema em poemas; durante a vida inteira brandi em todas as direcções o mesmo aparelho, a mesma arma furiosa. Fui um inocente, porque só se consegue isso com inocência. E se a inocência é uma condição insubstituível de escândalo, uma transparente e mobilizadora familiaridade com a terra, constitui também um revés: pois há uma altura em que se sabe: as coisas ludibriaram-nos, ludibriámo-nos nas coisas; a inocência deveria ter-nos oferecido uma vida estupenda, um tumulto: o ar em torno proporcionado como pura levitação; ver, tocar; os mais simples actos e factos próximos como instantâneo e completo conhecimento. Era assim, foi assim, mas a dor, as vozes demoníacas, o abismo junto à dança, a noite que se vai insinuando a toda a altura e largura da luz, tudo Isso invade a inocência — e então já não sabemos nada, por exemplo: será inocente a nossa inocência? A inocência é um estado clandestino na ditadura do mundo; tem se der astuta, tem de recorrer a todas as torpezas para lutar e escapar, seduz as criaturas, responde à memória com a memória, a sua fala perante o demoníaco entretece-se com a fala demoníaca. E temos assim a inocência envolvida nas turvações da guerra, e é o guerreiro quem alimenta a guerra, é ele que alimenta o outro guerreiro, a sombra. Na verdade a inocência não existe, não existe o demoníaco, senão como partes dinâmicas de um poder, e não exprimo aqui nenhuma ideia moral, política, institucional, mas uma ideia da ordem das coisas, forças e expressões. A magia, esse reino tão complexo de poder, é um casamento natural mas dramático, uma coordenada desavença de níveis da consciência, formulações do desejo, domínios da realidade, debates da pessoa com a realidade. O objecto que eu agito mortiferamente é uma arma ambígua Como se eu estivesse metido numa espécie de guerra santa: a minha inocência é assassina.

Herberto Helder, in '(Auto-)Entrevista, Jornal Público, 4 Dezembro 1990'
publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Novembro de 2015

Dodo - Davido

 

Letra

 

omo lo omo yen oh
awon ma ni yawo
omo to duto tato shon
to to soji
omo lo omo yen oh
mofe marry yen oh
omo to duto tato shon
kidominant on the beat

elelelelele
lelelele
lelelele hey
ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele

it is eminent
girl this your back you gat element
to my resident
baby girl you are heaven sent
baby give me chance
i go take you round
i go give you fans
wanma yin mima lele
you fit hold my hand
look into my eyes
oya make we dance oh hey hey hey
ololololo hey hey
lololo
its davido oh hey
and i wont let you go oh

call me bachelor
baby girl i'm just a bachelor
oh waya wo oh
waya wo oh

omo lo omo yen oh
awon ma ni yawo
omo to duto tato shon
totu soju
omo lo omo yen oh
mofe marry yen oh
omo to duto tato shon
oda toton toju

elelelelele
lelelele
lelelele hey
ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele

take you round the world
i'll take you down to my fatherland
we go waka round
dem go dey hail us like jagaban
we nor mind them
people
nne
biko
oya whine am
biko
rewind am
biko
paracetamol nor fit cure this love at all
na you dey make me fall like i drink some alcohol

call me bachelor
baby girl i'm just a bachelor
oh waya wo oh
waya wo oh

omo lo omo yen oh
awon ma ni yawo
omo to duto tato shon
totu soju
omo lo omo yen oh
mofe marry yen oh
omo to duto tato shon
oda toton toju

elelelelele
lelelele
lelelele hey
ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele

ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele
ololololololololo baby oh

ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele
ololololololololo baby oh

ahn lelelele
ahn dodo lele
ehn lelelele
ololololololololo baby oh

O.B.O baddest
wey they lele

 

publicado por olhar para o mundo às 10:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Novembro de 2015

Vamos salvar o conservatório

conservatorio.jpg

 

Vamos salvar o conservatório

 

publicado por olhar para o mundo às 22:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Outubro de 2015

Paula Fernandes - A Paz Desse Amor

 

Letra

 

Na hora que você deixou de lado aquele meu abraço
E a relação foi pro espaço
Fiquei sem chão
Na hora que você ficou em dúvida do sentimento
Eu tava aí dentro, do seu coração

Agora eu já sei pintou saudade
Quer tentar de novo
E a nossa vida está em jogo
Eu te falei
Que a hora de você vir me dizer que você está de volta
E bater a porta e se arrepender

Saiba que eu
Não vivo sem seu toque, sem o teu sorriso
E me doeu
Sentir que me deixar pra você foi preciso
Saiba que não
Eu nunca duvidei que você me amasse
Eu esperei que você voltasse pra nós

Voltar pra dizer que me ama
Não dá pra viver sem a paz desse amor
Voltar pra guiar o meu caminho
Prometa que não vai me abandonar de novo
Que agora vai cuidar melhor de mim e desse amor

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Setembro de 2015

David Fonseca - Para Sofia

Sofia

 

Para a Sofia.

Vi a Sofia pela primeira vez numa esplanada de Leiria a cantar canções com amigos. Eu já arquitectava formar uma banda e tinha presente a ideia de ter uma voz feminina que pudesse juntar-se à minha, à imagem de bandas como os Prefab Sprout ou Pixies. Apresentei-me e falei-lhe dos meus projectos, trocámos números de telefone. Nenhum de nós fazia ideia de que aquele era o início de uma aventura chamada Silence 4 que iria alterar a nossa vida de uma forma tão incrível e inesperada.

Inesperada foi também a curva que a sua vida deu quando, há cerca de 3 anos, lhe foi diagnosticada uma leucemia. Combateu-a com um espírito guerreiro e positivo, um caminho polvilhado de esperança, força de viver e uma grande dose de humor à mistura. Foi um longo percurso que acabou com a vitória da Sofia, de braço levantado a meio do ringue.

Há alguns meses atrás, a Sofia abordou-me com a ideia de reunirmos os Silence 4 novamente, uma espécie de comemoração pública onde teríamos a oportunidade de chamar a atenção para quem atravessa esta luta árdua.


Ela sabe que eu sou pouco dado a nostalgias, mas o caso era radicalmente diferente. Mais do que recordar o passado, senti que era uma oportunidade de podermos celebrar este “agora” cheio de vida, de estarmos juntos em palco mais uma vez, de fazer ouvir estas canções que viajaram muito mais do que alguma vez pensámos e de associar a nossa voz à causa da Sofia e de tantos outros, a luta contra o cancro. Inesperadamente, mais uma vez, a reunião dos Silence 4 transformou-se em nova aventura para todos nós.

E agora aqui estamos, concertos marcados, uma mistura de terror, nervos e alegria de subirmos ao palco com as canções que deixaram de ser nossas para serem de tanta gente. Talvez seja a nossa vez de surpreender a Vida de volta, a nossa resposta à adversidade. 

Então que seja!
Sofia, vamos a isto, é a nossa vez. 

 

Retirado do Facebook

publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Setembro de 2015

Vitorino d'Almeida no Facebook - Se tourada é cultura, canibalismo é gastronomia!

Tourada

 

Se tourada é cultura, canibalismo é gastronomia!

 

Vitorino d'Almeida

publicado por olhar para o mundo às 12:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Agosto de 2015

Vídeo - Vindimados

 

 
 
Vindimados é um documentário sobre o Douro Vinhateiro e as suas gentes.
Um olhar sobre a rudez e força que aqueles socalcos de vinha impõem a quem lá trabalha, que com a força dos seus braços moldou, ao longo dos tempos, a secular paisagem e o solo agreste e pobre, transformando-o nos jardins suspensos que hoje produzem o afamado vinho.
 
Diogo Varela Silva
publicado por olhar para o mundo às 23:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Agosto de 2015

Frases do Facebook - Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir

Cultura

 

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir

publicado por olhar para o mundo às 21:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Julho de 2015

Bon Jovi - Saturday night gave me sunday morning 2015 - NEW Tribute

 

Letra

 

I was living my life
Like a long lost weekend
Never felt nothing, jumping right into the deep end
I wasn't missing nothing
That was ever worth getting
Never hung around enough to regret it

He walked into the late bar just in time
To hand me my excuses
With a chance in rhyme
Shoes and attitude were stacked way up high
I knew right then you were
The story of my life

Oh Saturday night gave me Sunday morning
Opened my eyes, now it's a new day dawning
I think I might have pushed my luck a time or two
Everything about us is what gets me through
I never thought I'd hear the church bells ringing
I never learned the song was hard for singing
No regrets, I took the step and I'm still falling
Saturday nights gave me Sunday morning, yeah

Driving down a street that's only going one way
Everyday starts feeling like a month of Mondays
Guess you know, I still got something left to prove
I know what it takes to get back to you

Oh Saturday night gave me Sunday morning
Opened my eyes, now it's a new day dawning
I think I might have pushed my luck a time or two
Everything about us is what gets me through
I never thought I'd hear the church bells ringing
I never learned the song was hard for singing
No regrets, I took the step and Im still falling
Saturday nights gave me Sunday morning, yeah

Remember those nights staring out at
The last broken town without feeling the same
Making up words to our favourite songs
Laughing loud with those drinks in our hands
And as that boy put his head on her shoulder
She pulled him tight to get a bit closer
And as the world just disappeared
You whispered in my ear

Oh Saturday night gave me Sunday morning
Opened my eyes, now it's a new day dawning
I think I might have pushed my luck a time or two
Everything about us is what gets me through
I never thought I'd hear the church bells ringing
I never learned the song was hard for singing
No regrets, I took the step and I'm still falling
Saturday nights gave me Sunday morning, yeah

Sunday morning

 

publicado por olhar para o mundo às 01:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Julho de 2015

Ricky Boy - Blá Blá

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Julho de 2015

Gasso - O Jeito Dela

 

 

Letra

 

Mas nada, você não está a perceber
O jeito dela
Esta moça tem um jeito jeitoso, Meu deus (ai)
O jeito dela
Tem um jeito muito especial
Essa moça não é normal
Quando ela passa na rua...
O charme dela
Nunca eu vi esse charme não
Tem um peito e tem um bundão
Quando o trânsito pára ela diz também não
O perfume dela
Quando ela passa também na rua
As outras não têm perfume
Mas oh moça qual é a tua casa por favor
Fala tu dela
Ela ginga quando...
"Ai gasso também não exageres"
Eu tou a sofrer
Eu tou a sofrer
Tou a sofrer
Eu tou a sofrer
Ai
Essa moça foi pintada por um pintor
que pinta
O jeito dela
Essa moça não normal
Acho que ela é internacional
Parece um presente do pai natal, para mim
O charme dela
O seu charme eu nunca vi
Tou procurando por aí
Me chamam maluco, fazer o quê
Enfim
O perfume dela
Tomou a minha respiração
Tou fingindo que respiro
ai
Tu falando dela
"Vai gasso você me mata com tanto elogio"
Eu tou a sofrer
Eu tou a sofrer
Tou a sofrer
Eu tou a sofrer
Tá no ponto
Assim você me mata
Gasso
Meu irmão eu estou a sofrer
Eu tou a sofrer, eu assumo
Eu tou a sofrer
Eu tou a sofrer
Tou a sofrer
Eu tou a sofrer

 

 

 

publicado por olhar para o mundo às 09:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Junho de 2015

Vitorino d'Almeida no Facebook - Se tourada é cultura, canibalismo é gastronomia

Tourada

 

Se tourada é cultura, canibalismo é gastronomia

Vitorino d'Almeida

publicado por olhar para o mundo às 18:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Junho de 2015

Raquel Freire - Vida Queima

A vida Queima

 

CARTA DA REALIZADORA

 

“É provável que coisas improváveis aconteçam”     

                                       Aristóteles. 

1ª parte

 

Eu sou uma realizadora de cinema portuguesa, sou uma filha da revolução dos cravos e da democracia.  A crise política e económica que atravessamos fez com que o meu país ficasse refém de políticas de austeridade para as quais a cultura é um luxo. No meu país, com intervenção da troika (FMI, bce, UE) acabaram com o Ministério da Cultura e o ICA (Instituto de Cinema e Audiovisual) paralisou com       os cortes orçamentais.Se um povo deixa de criar as suas imagens, a sua cultura e sua arte deixam de se ver, desaparecem do conjunto das imagens globais.

 

E se deixam de existir estão condenadas à morte. E o que é um povo sem cultura e sem arte, um povo sem identidade? Um povo escravo. “Nenhuma arte dá tanto a medida da cultura e da liberdade como o cinema” (Walter Silveira).

 

No meio da crise e da depressão que tomou conta do meu país e da Europa eu senti que tinha que agir. Mas vi-me na impossibilidade de trabalhar.

 

Para mim, não filmar não é uma opção. Ser realizadora é uma necessidade vital, mas também política, social e, principalmente, existencial. Filmo, logo existo. Podem-nos tirar tudo: a liberdade, a vida, o conforto, tudo menos o sonho, o ponto de vista, o olhar próprio, o impulso que nos faz sair de nós e criar - o meu impulso é filmar.

 

2ª parte

 

Para FILMAR tive que optar por técnicas radicais de sobrevivência. 

 

Tentei obter financiamento para filmar. Não encontrei quaisquer apoios. Confrontei-me diariamente com a impossibilidade de continuar a fazer filmes. Foi desta impossibilidade que fiz “Vida Queima”: decidi filmar a minha própria impossibilidade de filmar, através duma docuficção, ou seja, introduzindo elementos de ficção num quotidiano que era o meu e o dos meus amigos, filhos que somos dum sonho de Europa de progresso social que as gerações antes de nós construíram e que nos é agora negado. É esta geração sacrificada de jeunes diplome precaire que eu desafio para fazer este filme, sob a forma misturada de ficção e documentário: filmo-os e filmo-me (sob a forma duma actriz que me representa) durante 2 meses. 

 

No início chamava-se “filme sem câmara” porque eu não tinha câmara. 

 

Depois de várias tentativas consegui através duma fundação dinheiro para comprar material para filmar ao propor-me fazer exactamente um retrato das pessoas que deste grupo eram encenadores de teatro - cena que vemos no filme. A montagem desse documentário no estúdio onde eu estava a montar, vemo-la também em “Vida Queima” sob a forma de montagem do próprio filme que estamos a ver, no final. 

 

No início deste filme, vemos Sara a escrever uma cena dum filme e ao mesmo tempo que escreve, a realidade ultrapassa-a e ela está nesse limbo entre a realidade e a ficção. É essa a história da origem deste filme.

 

O velho cinema em ruínas que vemos no filme é o cinema da minha infância, do “Porto da minha infância” (diferente do de Manoel de Oliveira). Eu ia todos os Sábados às sessões do cineclube onde me inscrevi quando tinha 5 anos e como fui obrigada a ir para o Porto ao passar diante do cinema vejo que o estão a destruir para o transformar num shopping. Decido entrar clandestinamente  com a actriz que me representa e a equipa (éramos 3) e filmamos imediatamente. Como ela teve que sair porque protagonizava uma espectáculo no teatro em frente, eu fiz nessa cena a docuficção completa: vesti a roupa dela ( que era o a minha) e continuamos a filmar. metade da cena é ela, metade sou eu, que comecei em 1999 a filmar em película, fiz 1 curta e 2 longas metragens e me confronto com a impossibilidade de o continuar a fazer.

 

Eu trabalhei durante 9 anos com um dos maiores produtores independentes europeus, um velho pirata do cinema de autor, que também ele afectado pela crise se tornou alguém com quem foi impossível continuar a colaborar. Esse processo está retratado no filme.

 

A mercearia onde Sara vai comprar para pagar o pão, o leite, a fruta, a os legumes e depois não tem dinheiro para pagar é o mini-mercado onde eu me via confrontada com a minha precariedade quando ia comprar comida e a dona da loja faz dela mesma: verifica se eu não levei uma migalha a mais do que aquilo que eu conseguia pagar.

 

A lista é interminável.

 

Não há cena neste filme que não seja puro docu-ficção.

Raquel Freire

 

Ajuda a financiar a finalizaçao deste filme

ajuda

 

Retirado de Vida Queima

publicado por olhar para o mundo às 08:13
link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Abril de 2015

Frases do Facebook - Uma criança que lê torna-se um adulto que pensa

uma criança que lê

 

Uma criança que lê torna-se um adulto que pensa

publicado por olhar para o mundo às 20:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Março de 2015

Joaquim Pessoa - Amo-te Por Todas as Razões e Mais Uma

 

Amo-te Por Todas as Razões e Mais Uma

 

Por todas as razões e mais uma. Esta é a resposta que costumo dar-te quando me perguntas por que razão te amo. Porque nunca existe apenas uma razão para amar alguém. Porque não pode haver nem há só uma razão para te amar.


Amo-te porque me fascinas e porque me libertas e porque fazes sentir-me bem. E porque me surpreendes e porque me sufocas e porque enches a minha alma de mar e o meu espírito de sol e o meu corpo de fadiga. E porque me confundes e porque me enfureces e porque me iluminas e porque me deslumbras.


Amo-te porque quero amar-te e porque tenho necessidade de te amar e porque amar-te é uma aventura. Amo-te porque sim mas também porque não e, quem sabe, porque talvez. E por todas as razões que sei e pelas que não sei e por aquelas que nunca virei a conhecer. E porque te conheço e porque me conheço. E porque te adivinho. Estas são todas as razões.


Mas há mais uma: porque não pode existir outra como tu.

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

 

Retirado de Citador

publicado por olhar para o mundo às 08:13
link do post | comentar | favorito (2)
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015

Recados do Facebook - Não te informes ... continua a ver a bola e a casa dos segredos

Não te informes ... continua a ver a bola e a casa dos segredos

 

Não te informes ... continua a ver a bola e a casa dos segredos

publicado por olhar para o mundo às 22:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015

Miguel Esteves Cardoso - Os escondidos

Miguel Esteves Cardoso

 

Numa esplanada cheia de pessoas um rapaz de nove anos anda de gatas atrás de nós, escondendo-se não sabemos de quem. Salta para debaixo de outra mesa, sempre olhando na mesma direcção: presumivelmente para quem estava à procura dele.

 

Era impressionante a dissimulação astuta do rapaz. Era crescido de mais para estar a brincar sozinho e novo de mais para ser paranóico. Era insensível ao desconforto intrusivo que causava às pessoas.

 

Passados uns bons minutos percebi que não havia ninguém à procura dele. Foi quando ele se revelou, levantando-se e abrindo os braços, num grande gesto "tarã! Aqui estou!" Ninguém reparou, a não ser as pessoas que ele tinha incomodado, que não o conheciam.

 

Percebi que ele estava a esconder-se de quem não o procurava, na esperança vã de estar a ser procurado. Ele escondia-se porque queria ser procurado. Mas ninguém o procurava.

 

Ele não estava sozinho, apesar de estar. Somos tantos aqueles que nos escondemos, como se nos procurassem, que me comoveu imediatamente a beleza da futilidade daquele exercício.

 

A atenção dos outros – a começar por aquela que nos prestam (ou não) aqueles que amamos – é a droga mais viciante de todas. É tão fácil confundi-la com o amor que, cada vez que é possível, esquecemo-nos felizmente das diferenças, que são todas e mais uma.

 

Todos nós estamos escondidos. Escondemo-nos, inutilmente, de quem não nos procura. Mas o facto de nos escondermos dá-nos a ilusão, vital, de sermos procurados.

 

Miguel Esteves Cardos

Público, 24/08/2014

publicado por olhar para o mundo às 08:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Fevereiro de 2015

As touradas no Facebook - Eu não quero o meu dinheiro nas touradas

Eu não quero o meu dinheiro nas touradas

 

16 Milhões do erário público são usados anualmente para apoiar a realização de touradas em Portugal

Eu não quero o meu dinheiro nas touradas

publicado por olhar para o mundo às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Ed Sheeran - Perfect

. INXS - Never Tear Us Apar...

. Juan Magan - Vuelve Conmi...

. Frases de António Lobo An...

. Miguel Esteves Cardoso - ...

. Frases de Freud no Facebo...

. AUTORAMAS - Verão

. J. Balvin - Sigo Extrañán...

. DNCE - Body Moves

. Joaquim Pessoa - Amo-te P...

.mais comentados

.últ. comentários

Maomé matou numa semana uma tribo inteira de judeu...
Lamento mas o texto não é de Santo Agostinhohttp:/...
Ola Jorge,Muito grata por sua pronta resposta e po...
OláJá corrigi o post e atribuí o nome correcto na ...
Olá, quero deixar registrado aqui que esta frase d...
Um grande politico.Uma grande perda para Portugal.
Verdade Universal.
É como eu tenho dito e inclusive escrito sobre ist...
Perdi meu marido há quanto meses.ainda tenho tudo ...
Muitíssimo bom!

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

.tags

. imagem

. facebook

. frases

. pensamentos

. vídeo

. música

. lyrics

. letra

. vida

. textos

. amor

. humor

. anedota

. piada

. pessoas

. mulher

. imagens do facebook

. cartoon

. felicidade

. amar

. coração

. homem

. miguel esteves cardoso

. viver

. tempo

. mia couto

. mulheres

. imagens

. poesia

. mundo

. ser feliz

. crianças

. política

. fernando pessoa

. educação

. filhos

. poema

. sonhos

. aprender

. criança

. mãe

. animais

. palavras

. pensar

. liberdade

. medo

. natal

. respeito

. silêncio

. caminho

. amigos

. pensamento

. paz

. portugal

. dinheiro

. ser

. alma

. clarice lispector

. dor

. sorrir

. josé saramago

. mafalda

. mudar

. coragem

. passado

. recados

. amizade

. desistir

. escolhas

. beleza

. morte

. ricardo araújo pereira

. falar

. fazer

. feliz

. homens

. país

. pais

. coisas

. cultura

. povo

. religião

. sabedoria

. sentimentos

. verdade

. educar

. livros

. sorriso

. chuva

. ensinar

. problemas

. saudade

. acreditar

. olhar

. osho

. pessoa

. sentir

. abraço

. adopção

. chorar

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds