Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

07
Jul16

Miguel Esteves Cardoso - Viva o país dos galos!

olhar para o mundo

Miguel Esteves CArdoso

Viva o país dos galos!

Os galeses foram valentes. Deram tudo. Mas não basta

 

Que Portugal só sabia empatar. Tome lá 2 golos em 3 minutos, um para abrir o apetite, outro para encher a barriga.

 

Que Cristiano Ronaldo não estava a marcar golos. Tome lá 1 de cabeça, se fizer favor e outro, para variar, pelo chão, para o Nani.

 

Disseram mal do Fernando Santos. Ele foi explicando como era e como iria ser. E assim foi.

 

Disseram mal da selecção, que estava a jogar mal. Ou que estava a jogar assim-assim mas não marcava golos e que não jogava para ganhar. Ora tome lá dois golinhos bem servidos aos minutos 50 e 53 para ficarem 40 minutos para o sofrimento de que não abdicamos.

 

Os galeses foram valentes. Deram tudo. Mas não basta. Bale à parte, não são excelentes futebolistas. Que me desculpem: é mesmo uma questão de talento.

 

Os galeses mostraram ter um grande espírito de equipa. Parabéns. Estiveram sempre muito unidos. Suponho que tenha sido bonito de se ver, caso fôssemos galeses. Mas, como não somos, não foi. O maior elogio que podemos fazer é dizer-vos que houve momentos em que nos meteram medo. Sobretudo antes do jogo começar.

 

Foi uma vitória da selecção portuguesa e do treinador português contra Portugal e os portugueses. Nós os portugueses pensávamos que Portugal ia ficar mal neste Euro 2016 mas queríamos que ficasse bem. Esperávamos o pior mas exigíamos o que nos parecia impossível. É um raio de uma atitude, diga-se já.

 

Já ouço o que nos amaldiçoam por ter perdido na final contra a França ou a Alemanha. Ó que porra: tenham calma.

 

Miguel Esteves Cardoso

Retirado do Público

26
Fev16

Miguel Esteves Cardoso - Raios os partam!

olhar para o mundo

Miguel Esteves Cardoso

 

Raios os partam!

 

Quero matar os comentadores da SIC, esses grandes sábios e futebolistas que disseram de todos os jogadores do Benfica que "tinham a obrigação" de jogar assado em vez de assim.

 

Perto do fim da primeira parte - durante a qual o Benfica conseguiu alcançar um benéfico empate a zero golos - os palreiros da SIC juraram mastigadamente que nunca tinham visto um Benfica tão reles.

 

O fim da primeira parte pertenceu ao Benfica mas eles fizeram questão de comentar que quem tivesse chegado naquele momento a casa, com o rádio avariado (isto porque os relatos radiofónicos são sempre superiores aos televisivos), ficaria com uma impressão errada do Benfica estar a jogar bem.

 

Os comentadores vão sempre atrás dos últimos dois minutos de jogo. Se o Benfica joga bem até nem se importam de passar por benfiquistas. Mas odefault é sempre indolentemente palerma: "está a errar muito o Benfica" dizem, quando faltavam 15 minutos para o desejado zero-a-zero.

 

A verdade é que o Benfica foi a Turim para empatar a zero. Essas eram a verdade e a vontade benfiquistas. Assim bastaria ganhar no prolongamento.

 

Nos últimos dez minutos o Benfica mostrou sobreviver, magnificamente, à mesma prosaica presença dos sevilhanos.

 

O zero-a-zero poupou a vida dos comentadores da SIC: que parvos!

 

Não há maior tristeza do que uma alegria negada até ao último momento. Ora mal. Fica: raios os partam, mais o Sevilha! 

 

Miguel Esteves Cardoso

Público  15.05.2014

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D