Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

Pontos de Vista

Porque tudo na vida tem um ponto de vista

30
Set15

Anais Nin - Quando És Atencioso e Comovente, Perco a Cabeça

olhar para o mundo

anaisnin.jpg

 

Quando És Atencioso e Comovente, Perco a Cabeça

Henry,

Acabaste de sair. Disse ao Hugh que tinha de acrescentar algo ao meu trabalho. Tive de voltar para cima, para o meu quarto, outra vez, e ficar só. Estava tão cheia de ti que tinha medo de mostrar a minha cara. Henry, nenhuma partida tua me deixou tão abalada. Não sei o que foi hoje que me atraiu a ti, que me fez frenética por estar perto de ti, para dormir contigo, para te abraçar... Uma ternura louca e terrível... Um desejo de cuidar de ti... Foi uma grande dor para mim teres ido embora. Quando falas da maneira como falaste das Mädchen [in Uniform] , quando és atencioso e comovente, perco a cabeça.

Para ficar contigo por uma noite eu daria toda a minha vida, sacrificaria cem pessoas, deitaria fogo a Louveciennes, seria capaz de tudo. Isto não é para te preocupar, Henry, é só porque não consigo impedir-me de o dizer, que estou a transbordar, desesperadamente enamorada por ti como nunca estive por alguém. Mesmo que fosses embora amanhã de manhã, a ideia de estares a dormir na mesma casa teria sido um doce alívio do tormento que suporto esta noite, o tormento de ser cortada ao meio quando fechaste o portão atrás de ti. Henry, Henry, Henry, eu amo-te, amo-te, amo-te.

Tive ciúmes do Jean Renaud, que te tem todos estes dias, que dorme em Clichy. Esta noite tudo dói, não só a separação, mas esta terrível fome de corpo e mente por ti que todos os dias tu aumentas, agitando mais e mais. Não sei o que estou a escrever. Sente-me a abraçar-te como nunca te abracei antes, mais profundamente, mais tristemente, mais desesperadamente, mais apaixonadamente. Ajoelho-me perante ti, dou-me a ti e não é suficiente, não é suficiente. Adoro-te. O teu corpo, a tua face, a tua voz, o teu ser humano, oh, Henry, não posso ir agora e dormir nos braços do Hugh — não posso. Quero fugir só para ficar sozinha com os meus sentimentos por ti.

Anais Nin, in "Carta a Henry Miller (1932)"
Retirado de Citador
 
07
Set15

Gustavo Santos - Trazer a Paixão de Volta

olhar para o mundo

gustavosantos.jpg

 

Trazer a Paixão de Volta

Se te encontras numa relação, e parto do princípio que se lá estás é porque ainda a queres, a única via para trazeres a paixão de volta ao seio do vosso quotidiano passa por rompê-lo. Sim, acabar com os hábitos, com as rotinas doentias e enfadonhas e com tudo aquilo que está, deem conta ou não, a acabar convosco e a consumir-vos lentamente. Daqui a pouco, se é que já não se encontram nesse estado, já nem podem olhar um para o outro, ouvir-se, cheirar-se e muito menos tocar-se e, por incrível que pareça, nada disto significa que o amor tenha desaparecido. O que se escafedeu foi mesmo a paixão, a ponte que passa por cima de todas as diferenças, conflitos e afins. Uma noite de sexo ou uma conchinha ao dormir, por exemplo, conseguem salvar a turbulência de uma semana inteira. É a magia dos sentidos.

Portanto, e retomando a nossa conversa, se queres despertar novamente o fogo entre ti e a pessoa com quem estás, não esperes mais pelo trágico e anunciado fim nem por uma eventual iniciativa que o outro possa tomar, agarra tu nas rédeas da tua vida e convida a pessoa para um jantar ou um outro programa qualquer num lugar diferente, mais longe e que implique o terem de viajar durante algum tempo, coloca uma música que faça parte da vossa história e que tenha desaparecido com o passar dos anos, veste-te de forma diferente, escreve um bilhete ou no espelho de casa, olha com desejo, toca com desejo, expressa o oceano das tuas vontades e logo verás se, e de um momento para o outro, não estás a sentir, a sorver o inesquecível sabor do incontrolável e do inimaginável há uma hora atrás.

Quando lá estiveres não darás por ti, é um facto, nunca damos por nós quando estamos no «Agora», mas o que te garanto é que no final da contenda sairás de peito cheio, convicto da importância que tens, da importância que a pessoa que está ao teu lado tem e da relação que ambos escolheram ter, seguro do que és capaz de sentir e de fazer sentir e mais, muito mais apaixonado pela vida. Acima de tudo, e arrematado o desejo, ficas a sentir-te mais confiante e isso gerará uma espécie de onda magnética que fará vibrar de uma forma altamente positiva todas as áreas da tua vida. De um momento para o outro, a pessoa com quem estás já não é culpada de nada, o trabalho que tens já não é assim tão chato, as pessoas já não são assim tão más e tu já não és assim tão parvo. Simples, não é? Já viste o que uma ligeira alteração de comportamento pode fazer pela tua vida? Só tens de querer. Nada mais.

Gustavo Santos, in 'A Força das Palavras'
 
Retirado de Citador

Direitos de Autor


Todas as imagens que estão no blog foram retiradas do Facebook, muitas delas não tem referência ao autor ou à sua origem, se porventura acha que tem direitos sobre alguma e o conseguir provar, por favor avise-me que será retirada de imediato.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D